Paralisia Facial

Paralisia total de todos, ou alguns, músculos da expressão facial.

Get it on Google Play

Nervo Facial

##A paralisia facial afeta bastante quem sofre dela visto que é uma doença que é contraída na face, acabando por influenciar o seu dia-a-dia e a maneira como enfrenta os obstáculos dele.

Esta paralisia consiste na perda dos movimentos da musculatura facial, esta perda poderá ser bilateral ou unilateral dependendo dos músculos que afete, acabando por influenciar a simetria facial do paciente, fazendo com que este fique com um dano funcional e estético na face.

##Nervo facial

O nervo facial é um dos constituintes principais da face, sendo que é este o nervo afetado quando existe uma paralisia facial. A constituição deste nervo baseia-se nas suas duas principais funções, sendo constituído pela raiz motora e pela raiz sensitiva. A raiz motora corresponde ao nervo facial propriamente dito, sendo que, é esta raiz responsável pela inervação dos músculos da mimica fácil e do músculo estapédico, estando este último músculo relacionado com a audição, enquanto a raiz sensitiva está diretamente relacionada com o nervo intermediário de Wrisberg, ou seja, este nervo é constituído por várias fibras sensitivas que irão controlar vários pontos da sua face.

O nervo de Wrisberg é composto por três tipos de fibras sensitivas diferentes, cada uma com a sua especialização que no seu conjunto controlam parte da face, assim sendo temos as fibras sensitivas especiais, controlando os dois terços anteriores da língua, as fibras sensitivas somáticas, sendo que estas controlam a sensibilidade de parto do pavilhão auricular e para completar o sistema, as fibras do sistema nervoso autônomo, estas controlam as glândulas lacrimais e salivares.

Este nervo divide-se em dois nervos, um para cada lado da face, sendo assim independentes um ramo do outro, cada um destes nervos conduz carga elétrica, através das suas fibras, até um dado músculo da face. São estes os nervos que fazem com que nós consigamos expressar dor, riso, choro, tudo com expressões que chegam até aos músculos através das cargas energéticas passadas por este nervo, daí ser chamado o “nervo da expressão facial”. Como dito anteriormente este nervo divide-se em duas raízes, a raiz motora e o nervo intermediário (nervo de Wrisberg), sendo que o nervo intermediário faz com que cheguem sensações gustativas dos dois terços anteriores da língua e supre fibras autonômicas aos gânglios submaxilares e esfenopalatino.

O nervo facial durante o seu percurso (começando no córtex cerebral até aos músculos) pode ser dividido em três segmentos, o segmento supranuclear, o nuclear e infranuclear, sendo que o supranuclear é constituído pelos axônios dos neurônio e tem origem no giro pré-central do córtex central e termina no núcleo motor facial; o nuclear possui cerca de 80% de fibras motoras e a tem a sua origem no assoalho do quarto ventrículo; o infranuclear poderá ainda ser subdividido em seis segmentos, tendo cada um uma dada origem e uma dada funcionalidade, sendo que as subdivisões serão: pontino, meatal, labiríntico, timpânico, mastóideo e extratemporal.

Quando existe uma lesão no nervo facial verifica-se uma paralisia facial, deixando em geral de conseguir mexer um dos lados da face, assim como um ligeiro desvio da comissura labial, contudo cada paralisia possui características próprias dependendo da zona do nervo que foi afetada podendo por exemplo deixar de sentir o paladar dos alimentos ou existirem alterações da audição. Assim sendo uma paralisia facial é própria e não terá comparação a nenhuma outra uma vez que poderá não ter a mesma origem.



Baixe nosso aplicativo no Google Play:

Get it on Google Play

14 March 2014